Buscar

Exposição "Dar cor ao sonho" no Coletivo284 em Lisboa

Exposição Coletiva 18/12 a 28/12/2021


CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO

https://issuu.com/expoimperfeita/docs/projeto_dar_cor_ao_sonho_-_coletivo_284_-_associa_


Artistas brasileiros participam do protejo “Da Cor ao Sonho” no lançamento do livro “O Pai que dá as estrelas ao Filho” no Dia Internacional das Migrações no Coletivo 284 em Lisboa


Dia 18 de dezembro, data que celebra o “Dia Internacional das Migrações”, 13 artistas brasileiros que fazem parte do Clube dos Artistas, no Brasil participam da ação “Da Cor ao Sonho”, no Coletivo 284, em Lisboa, dando cor a 63 desenhos feitos a lápis pintados por crianças refugiadas vindas de vários locais do mundo. Todas as pinturas serão transformadas em cartões e colocados à venda, cuja renda será revertida para Associação Humanitária EntreMundos, que apoia o acolhimento e integração de refugiados, migrantes e requerentes de Asilo, em Portugal.


Na ocasião do evento, o grande destaque será o lançamento do livro “O Pai que dá as estrelas ao Filho”, da autora Dulce Machado pela editora Cordel de Prata, que acontecerá no Coletivo 284, em Lisboa, em Portugal. O livro conta história baseada num facto verídico: um pai que, todas as noites, saía da sua tenda, com o seu filho, para lhe mostrar as estrelas.


“Um pai, no meio do caos que era o Campo de Refugiados, que tentava dar ao filho um momento de paz, de calma, de esperança. Uma lição de vida, de amor e de cumplicidade”, revela a escritora Dulce.

Construído a partir de experiências da autora e duas jovens ilustradoras, o livro reflete a vivência nos campos dos refugiados, mas também um verdadeiro apelo à humanidade, à empatia e à solidariedade, a quem ninguém pode ficar indiferente.


Dados e Informações:

Segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) no final de 2019 existiam perto de 80 milhões de deslocados no mundo, dos quais 40% são crianças. Entre 2018 e 2021, Portugal recebeu ao abrigo a recolocação de 337 pessoas, vindas da Grécia, Malta e Itália.


Veja abaixo os desenhos do Emal que eu tive a honra e o prazer em colorir.



0 comentário